26/05/2022
  • 06:18 Homem morre em hospital após receber balaços em beco no tranquilo bairro da Compensa
  • 05:36 Homem é assassinado a facadas e corpo é jogado em Igarapé na Zona Centro-Sul de Manaus
  • 05:27 Ruivinha de Marte é comparada à campeã do jogo League of Legends e entra na onda
  • 05:26 Anitta é substituída por Ludmilla na festa Garota VIP e fãs reclamam da Fábrica de Eventos
  • 05:24 Um dia após se entregar para não ser executado, “Feroz” afirma que não matou PM em Manaus

Renan Francisco Alves da Silva, de 24 anos, foi preso após invadir a casa da madrasta e matá-la a facadas, em Maringá, no Paraná. Por áudio, ele ainda avisou o pai sobre o crime e disse que não estava arrependido. Neide Aparecida Ribeiro, de 45 anos, levou 20 facadas.

O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira (12). De acordo com informações repassadas pela polícia, o marido de Neide saiu durante a madrugada para trabalhar. Minutos depois de chegar ao trabalho, recebeu uma ligação da esposa, relatando que um homem estaria tentando arrombar a porta de casa.

Ao chegar no local, ela já estava morta. Foi quando ele recebeu uma mensagem de áudio e era o próprio filho avisando que tinha matado a madrasta por desentendimento familiar.

“Vai pagar porque xingou minha mãe, ficou jogando roupa dentro de casa, tirando minha mãezinha idosa […]. Matei mesmo, matei com gosto, para acordar para a vida”, afirmou o jovem. 

Todo o crime foi presenciado pela filha da vítima, de 10 anos, que se escondeu debaixo de uma cama para não ser morta. Na mensagem enviada ao pai, o rapaz ainda afirmou que a vítima teve “sorte” por ele não ter matado a menina. 

Renan Francisco foi preso por policiais da delegacia de homicídios de Maringá. O caso segue sendo investigado.

lucas

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

error: Content is protected !!